Para receber benefício do INSS, mãe amputa com machado pé de filho de 3 anos

Segundo a Polícia Civil, a suspeita do crime é a própria mãe da criança, que teria feito isso para o menino ser aposentado por invalidez e receber benefício do governo.

A vítima foi operada no Hospital do Oeste, em Barreiras, e não corre risco de morte. O caso foi confirmado pela 26ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Corpin), sediada em Santa Maria da Vitória e com abrangência em Tabocas do Brejo Velho.

No local a equipe identificou diversas marcas de sangue no interior da casa e também no quintal. Ao indagar a avó materna da criança sobre o que teria ocorrido, a mesma forneceu informações confusas aos conselheiros. A mulher contou que a mãe do menino havia dito que o garoto teria caído da cama, no entanto, no quarto apontado pela avó, não havia marca de sangue.

Ainda segundo o Conselho Tutelar, a avó da criança tentou dificultar o trabalho da equipe, sem querer permitir que os conselheiros vistoriassem um depósito na casa, onde estavam guardadas algumas ferramentas.

Mas, o avô materno do garoto, gentilmente, orientou os agentes e permitiu a entrada dos mesmos no depósito, onde foi possível identificar um machado com várias marcas de sangue, tanto no cabo, quanto na própria ferramenta. Os conselheiros encontraram ainda no quintal da casa, um pedaço de pano, que teria sido utilizado para limpar o sangue do machado.

A criança, foi encaminhada para o Hospital do Oeste, em Barreiras, onde passou por um cirurgia, não sendo possível o implante do pé do mesmo. Ainda de acordo com informações do Conselho Tutelar, a criança já foi liberada e está sob os cuidados dos conselheiros de Barreiras e Tabocas em um abrigo em Barreiras.

De acordo com informações levantadas pela equipe do Blog do Sigi Vilares, junto a moradores da cidade, a principal suspeita de ter cometido essa barbárie com a criança teria sido a própria mãe e a sua principal motivação seria o desejo de aposentar o menino e assim viver do benefício social da Previdência Social. Uma vez, que a mãe da criança sempre dizia ter desejo de ter um filho especial para viver do benefício.

O caso foi registrado na polícia civil de Tabocas do Brejo Velho e na próxima segunda-feira, 21, a mãe da criança e os conselheiros de Tabocas do Brejo Velho e Barreiras participarão de uma audiência, para esclarecer melhor os fatos.



JusBrasil
Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário