Madrasta usa cabo de vassoura para espancar enteada de 7 anos e acaba presa

O Grupo Tático Especial – GTE da Polícia Civil de São Bento prendeu nessa quinta-feira (14) Joana D’arc Diniz Ferreira, 20 anos, suspeita de agredir a própria enteada de 7 anos. Ela já foi levada para o Presídio Feminino de Patos, no Sertão.

De acordo com o delegado Anderson Fontes, titular da Polícia Civil de São Bento, mãe da criança foi até a delegacia denunciar que a madrasta teria agredida a menina.

O Grupo Tático Especial – GTE da Polícia Civil de São Bento prendeu nessa quinta-feira (14) Joana D’arc Diniz Ferreira, 20 anos, suspeita de agredir a própria enteada de 7 anos. Ela já foi levada para o Presídio Feminino de Patos, no Sertão.

De acordo com o delegado Anderson Fontes, titular da Polícia Civil de São Bento, mãe da criança foi até a delegacia denunciar que a madrasta teria agredida a menina.


“A criança mora com o pai e a companheira dele. A mãe soube que a filha estava sendo agredida pela madrasta e foi até a casa e constatou que menina cheia de hematomas. A senhora veio com a filha aqui na delegacia denunciar o caso”, disse o delegado.

Após a denúncia, policiais civis foram até a casa informada e prendeu Joana D’arc em flagrante. Inicialmente ela negou o crime, mas diante dos fatos confessou parcialmente.

“Ela disse que deu uns tapas na menina porque ela estava desobediente, mas arranhou ela sem querer. A criança disse que foi agredida com cabo de vassoura, esganada e super agredida. A garota morava com a madrasta e o pai há meses, mas nos momentos das agressões apenas as duas estavam juntas porque o pai estava viajando a trabalho” ,comentou o policial.




O Grupo Tático Especial – GTE da Polícia Civil de São Bento prendeu nessa quinta-feira (14) Joana D’arc Diniz Ferreira, 20 anos, suspeita de agredir a própria enteada de 7 anos. Ela já foi levada para o Presídio Feminino de Patos, no Sertão.
De acordo com o delegado Anderson Fontes, titular da Polícia Civil de São Bento, mãe da criança foi até a delegacia denunciar que a madrasta teria agredida a menina.


“A criança mora com o pai e a companheira dele. A mãe soube que a filha estava sendo agredida pela madrasta e foi até a casa e constatou que menina cheia de hematomas. A senhora veio com a filha aqui na delegacia denunciar o caso”, disse o delegado.

Após a denúncia, policiais civis foram até a casa informada e prendeu Joana D’arc em flagrante. Inicialmente ela negou o crime, mas diante dos fatos confessou parcialmente.

“Ela disse que deu uns tapas na menina porque ela estava desobediente, mas arranhou ela sem querer. A criança disse que foi agredida com cabo de vassoura, esganada e super agredida. A garota morava com a madrasta e o pai há meses, mas nos momentos das agressões apenas as duas estavam juntas porque o pai estava viajando a trabalho” ,comentou o policial.


Joana D’arc teve o flagrante convertido em prisão preventiva e ela foi levada para o presídio. A mulher vai responder por lesão corporal grave e ameaça.





Portal do Litoral
Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário