‘Queria ele de volta’, diz mãe de menino morto nos trilhos de Metrô de SP

O menino encontrado morto em um túnel do Metrô de São Paulo, no domingo (23), estava a caminho da praia com a família, quando desceu do colo da mãe e correu para fora do vagão na estação Santa Cruz, na Linha 1-Azul. Luan, de 3 anos, teve a morte confirmada no hospital.

“Eu estou muito abalada. Queria ele de volta, mas eu tenho que entender que Deus quis assim. Cada um de nós tem uma missão aqui na terra e ele era só um anjinho. Ele veio para me dar força e eu tenho que ter força agora, né?”, lamenta a mãe Lineira Oliveira Silva.

A mãe relembra a cena. “Ele passou na porta, que já tinha apitado. Como ele era pequenininho, só deu tempo dele passar. Quando ele passou, eu desesperei. Comecei a bater, gritar. Todo mundo ficou gritando: ‘para o Metrô’, mas não conseguiram parar.”

Depois que as portas fecharam, a família desceu na estação seguinte, desembarcou e pediu ajuda aos seguranças da estação Praça da Árvore. Pegaram outro metrô, voltaram para a estação Santa Cruz e começaram a procurar Luan.

“Eu avistei um trem parado e o pessoal indo com uma maca. Foi aí que eu me desabei. Subi para falar com ela [Lineia, mãe do menino]: ‘eles encontraram o Luan, mas não encontraram ele bem'”, explica o pai, Edmilson.

Luan foi encontrado com ferimentos na cabeça, a 200 metros da estação, dentro de um túnel.O caso ocorreu no último domingo (23) e foi confirmado pelo departamento de imprensa do Metrô à TV Globo nesta quinta-feira (27). O menino chegou a ser levado para o Hospital São Paulo.

“Acho que ele viu o trem partir e seguiu o trem. Ele falou ‘minha mãe’ e foi nessa direção”, acredita Lineia.

O caso

De acordo com o Metrô, por volta de 11h do domingo agentes de segurança da estação Santa Cruz, das linha 1-Azul e 5-Lilás, foram informados pelo Centro de Controle de Segurança que uma criança estava perdida na estação.

Funcionários iniciaram as buscas e localizaram o garoto dentro do túnel a cerca de 200 metros da estação.

Segundo o Metrô, ele foi levado numa viatura da segurança da própria companhia, mas foi constatado o óbito no hospital. O motivo da morte da criança não foi informado.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou, em nota, que “o caso é investigado por meio de inquérito na Delpom”. “Imagens das câmeras de segurança foram solicitadas e testemunhas são ouvidas”, concluiu a SSP.


Fonte: G1
Créditos: G1
Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário