“Foi insano”, relembra Claudia Raia sobre casamento com Frota

Nesta terça-feira (4), Nicoles Bahls e Marcelo Bimbi se casam na igreja da Candelária, umas das mais tradicionais do Rio, em uma cerimônia inspirada nas festas da família real. O evento promete muito luxo e ostentação, mas dificilmente chegará perto do enlace de Claudia Raia e Alexandre Frota, há 32 anos.

“Imagina um casamento com Alexandre Frota, já é uma coisa inacreditável”, brinca a atriz, protagonista da próxima novela das 19h, “Verão 90”.

“Tudo bem que ele é uma pessoa que tenho carinho e respeito por tudo que vivemos, mas casar na Candelária em plena segunda-feira, às sete da noite, com o noivo tendo convidado todo mundo do ‘Programa do Chacrinha’, não poderia ser uma coisinha simples.”

“Foi insano e é uma loucura que seja referência até hoje. Acho um exemplo estranho, mas entendo quando as pessoas brincam e tratam como marco. Porque foi mesmo, meu bem!”, disse, as gargalhadas, ao UOL.

Aos 51 anos, a mãe de Enzo e Sofia, frutos do seu relacionamento com Edson Ceulari, entrega que, quando descobre que uma noiva pensa em se casar na mesma igreja, ela logo torce para a moça venha com ideias menos extravagantes.
“Casei com um vestido que parecia destaque de uma escola de samba, por causa do costeiro que coloquei nas costas. Os brincos também foram um capítulo à parte. Fiquei com as orelhas iguais as do Doutor Spock [do filme ‘Jornada nas Estrelas’] e ainda tive um pé do sapato roubado por um fã na saída. Hoje, aconselho as noivas a não passarem por isso.”

Nova novela
Prestes a estrear em “Verão 90”, de Izabel de Oliveira e Paula Amaral (autoras do sucesso “Cheias de Charme”), Claudia se empolga ao falar da personagem Lidiane, uma ex-atriz de pornochanchada que sonha com o estrelato da filha Manuzita, interpretada por Isabelle Drummond.

A novela vai contar a trajetória dos três ex-astros mirins do Patotinha Mágica, grupo infantil de sucesso na década de 80, cujos integrantes cresceram e perderam a fama.

“Lidiane é vai namorar um cara mais jovem, depois se casa com um homem mais velho e tem milhões de outras coisas amorosas no meio de tudo isso”, adianta.

“Ela cuida da filha como se fosse o seu grande tesouro, por amor. O problema é que ela se torna inadequada e quase uma vilã ao empresariar a Manuzita. Passa dos limites. A Lidiane fala que a filha é maravilhosa, incrível e a joga muito pra cima, e a coitada não é tudo isso”, entrega Claudia, que na vida real não é assim.

“Sou uma mãe crítica e em muitas vezes até demais”, reconhece.

Na última sexta-feira (30), a atriz participou de um pré-lançamento da novela e assumiu que sente um certo saudosismo da época em que a novela é ambientada -o início dos anos 80 até 1993.

“Tinha acabado de me mudar para o Rio e morava em Copacabana. Fazia um enorme sucesso, era símbolo sexual, musa do verão com essa cor e sem nunca ter colocado o pé na água. Era incrível, alegre e leve. Está sendo maravilhoso reviver esse momento.”



UOL
Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário