>

Como identificar e tratar a Água no Pulmão

A água no pulmão é um problema de saúde conhecido cientificamente como edema pulmonar, que acontece quando os alvéolos pulmonares ficam cheios de líquido, devido a outras doenças não tratadas adequadamente como insuficiência cardíaca ou infecções respiratórias, por exemplo.
Uma vez que o excesso de líquido nos pulmões dificulta a respiração e diminui a entrada de oxigênio no organismo, a água no pulmão pode colocar a vida em risco sendo, por isso, aconselhado ir rapidamente ao pronto-socorro quando surgem sintomas como muita dificuldade para respirar, chiado ao respirar ou tosse persistente com sangue.
A água no pulmão tem cura, no entanto, o tratamento deve ser iniciado o mais rapidamente possível para evitar que os níveis de oxigênio no organismo desçam muito e coloquem a vida em risco.  
Como identificar e tratar a Água no Pulmão

Principais sintomas

Dependendo da causa do edema pulmonar, os sintomas podem surgir ao longo do tempo ou aparecer repentinamente. Alguns dos sintomas mais comuns incluem:
  • Dificuldade para respirar, que piora quando se está deitado;
  • Sensação de sufocamento ou afogamento;
  • Chiado intenso ao respirar;
  • Tosse com secreção que pode conter sangue;
  • Dor intensa no peito;
  • Cansaço muito fácil;
  • Inchaço das pernas ou pés.
Quando surgem mais do que um destes sintomas é aconselhado chamar a ajuda médica, ligando para o 192, ou ir imediatamente ao pronto-socorro de um hospital, para fazer um raio X do tórax, confirmar o diagnóstico e iniciar rapidamente o tratamento, de forma a evitar complicações graves que podem provocar a morte.

Como confirmar o diagnóstico

Na maioria dos casos, para confirmar o diagnóstico de edema pulmonar, o médico apenas observa os sintomas e avalia o histórico de doenças da pessoa. Porém, em alguns casos pode ser necessário fazer exames como auscultação pulmonar ou raio X do tórax para confirmar o diagnóstico.
Como identificar e tratar a Água no Pulmão

O que pode causar o edema pulmonar

O edema pulmonar acontece sempre que os pulmões se enchem de líquido, dificultando a entrada de ar. Os casos mais comuns surgem quando existe uma doença cardiovascular, como doença coronária, insuficiência cardíaca ou pressão alta, pois o coração pode deixar de funcionar corretamente, provocando um acúmulo de sangue no pulmão.
No entanto, existem outras situações que podem provocar o acúmulo de líquidos como:
  • Síndrome do desconforto respiratório do adulto;
  • Subir para altitudes acima de 2400 metros, como subir uma montanha;
  • Problemas do sistema nervoso, como trauma na cabeça, hemorragia subaracnoideia ou convulsão;
  • Infecções provocadas por vírus nos pulmões;
  • Inalação de fumaça;
  • Quase afogamento, especialmente quando ouve inalação de água.
O problema da água no pulmão é mais frequente em idosos, devidos aos problemas de saúde, mas também pode acontecer nas crianças, especialmente quando estão internadas e a fazer soro diretamente na veia.
Saiba mais sobre as possíveis causas deste problema.

Como é feito o tratamento

O tratamento para água no pulmão deve ser feito em internamento no hospital e, normalmente, é iniciado com a administração de oxigênio através de uma máscara para aliviar os sintomas como dificuldade para respirar, sensação de afogamento e chiado. Depois disso, podem ser usados alguns remédios para eliminar o excesso de líquido como:
  • Remédios diuréticos, como furosemida: ajudam a eliminar o excesso de líquidos do organismo através da urina;
  • Remédios para o coração, como nitroglicerina: alivia a pressão sobre as artérias do coração, melhorando o seu funcionamento e evitando o acúmulo de sangue nos pulmões;
  • Morfina: é usada para aliviar a sensação de falta de ar intensa ou dor no peito forte;
  • Remédios para pressão alta, como Captopril: reduzem a pressão arterial, facilitando o trabalho do coração e evitando o acúmulo de líquidos.
Devido ao efeito dos remédios para eliminar o excesso de líquidos, o médico pode recomendar utilizar uma sonda vesical durante o internamento para evitar que a pessoa precisa estar sempre a ir ao banheiro para urinar. Veja como cuidar corretamente da sonda vesical para evitar infecções.
Além do tratamento para o edema pulmonar é muito importante descobrir a causa e iniciar o seu tratamento adequado, de forma a evitar que o problema possa voltar a surgir.



Fonte: Tua Saúde
Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário