>

Cássio avalia derrota e aponta influência do PT no Nordeste

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), derrotado na tentativa de se reeleger ao Congresso, avalia que as mudanças ocorridas no Senado, por influência do Partido dos Trabalhadores, com o foco centrado na região Nordeste, contribuíram para o resultado desfavorável que enfrentou nas urnas. Para ele, a posição ostensiva que tomou pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff influenciou votos contrários à sua postulação, distanciando-o de parcela significativa do eleitorado.

Este é o primeiro mandato de Cunha Lima como senador. Ele já havia sido deputado federal, governador da Paraíba eleito em duas oportunidades, prefeito de Campina Grande por três vezes e superintendente da Sudene no governo de Itamar Franco, que ascendeu com o impeachment de Fernando Collor de Melo em 92. Em entrevista ao programa “Correio Debate”, da TV Correio, o parlamentar prognosticou que outro fator que pode ter afetado suas pretensões foi a sua posição favorável à reforma trabalhista.

– Eu continuo dizendo que não houve retirada de direitos do trabalhador. O trabalhador não perdeu um só direito. Por outro lado, a reforma se impunha pela necessidade de modernização da economia, fazendo com que o país retome o desenvolvimento e recupere os níveis de emprego – acrescentou ele, que está com 32 anos de mandato. Cássio acentuou que vai concluir, agora, um ciclo da sua vida, “louvando a Deus”. Explicou ter tido a imensa honra de representar a Paraíba no Senado na conjuntura presente. Não demonstrou mágoas em relação ao eleitorado paraibano. “Faço um agradecimento muito sincero ao povo da Paraíba pelas oportunidades que me proporcionou de trabalhar em favor do Estado”, enfatizou.

O senador criticou o PSDDB e o cenário político atualmente vigente no país. Para Cássio, está demonstrado que há uma falência do sistema político. Pretende continuar militando na agremiação tucana e seu empenho será direcionado com vistas a aprimorar a atuação da legenda. Em termos pessoais, com o fim do mandato a partir de 2019, vai atuar em banca de advocacia em Brasília. “Como estou em um período de transição da minha vida, não posso afiançar se estarei dando um adeus ou um até logo à vida política”, adiantou. Filho do ex-governador e ex-senador Ronaldo Cunha Lima, Cássio contemplou a reeleição do filho, Pedro Cunha Lima, para deputado federal. Considera que Pedro tem sido uma revelação na atividade política, encampando posições firmes e corajosas sobre temáticas distintas em discussão. Nas últimas eleições, foram eleitos ao Senado pela Paraíba o deputado federal Veneziano Vital do Rêgo, pelo PSB, e a deputada estadual Daniella Ribeiro, do PP, a primeira mulher senadora do Estado, que irá liderar a bancada do partido no Senado. Entre outros postulantes de projeção, foram derrotados Cássio Cunha Lima (PSDB) e Luiz Couto (PT).


Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário