MP pede em parecer condenação da Arquidiocese da Paraíba por caso de pedofilia

Um parecer do Ministério Público da Paraíba divulgado nesta terça-feira (2) requer a condenação da Arquidiocese da Paraíba por danos morais coletivos por casos de pedofilia registrados nos últimos anos no estado.

De acordo com o procurador de justiça Herbert Douglas Targino, autor do parecer, a entidade religiosa deve pagar cerca de R$ 300 mil como forma de reparar os danos causados por padres que cometeram práticas de abuso sexual contra crianças e adolescentes.

O processo em questão, que tramita no Tribunal de Justiça da Paraíba, tem como denúncia inicial o caso de um padre que atuou na paróquia de uma cidade a cerca de 91 km de João Pessoa. Na época, o padre respondeu pela suspeita de ter assediado pelo menos 20 adolescentes na cidade.

O procurador Herbert Targino explica que o padre é um autoridade da Igreja e que por conta disso ocupa um cargo de confiança, logo não poderia se utilizar desse privilégios para cometer atos ilícitos. “Neste caso, em específico, a indenização tem que ter caráter pedagógico. É uma forma de reparar todo dano causado pelo padre às pessoas que foram vítimas e também mobilizar a Arquidiocese a aumentar o rigor na vigilância de padres”, explica.

O G1 entrou em contato com Arquidiocese da Paraíba por meio de sua assessoria. A entidade religiosa informou que não há fato novo e que até o início da manhã desta terça-feira não havia sido notificada oficialmente.

O processo segue no Tribunal de Justiça, na 1ª Câmara Cível, sob a relatoria do desembargador José Ricardo Porto.



Fonte: G1
Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário