Mãe que matou recém-nascida não queria ‘mais uma boca para comer’

A mãe da recém-nascida que morreu após ser jogada em uma lixeira do 6º andar de um prédio localizado em Santos (SP) disse ao pai do bebê que não queria “mais uma boca para comer”. Ela demonstrou sua insatisfação com a filha em uma troca de mensagens pelo WhatsApp. A mulher foi presa preventivamente pelo crime de homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

A morte ocorreu na manhã desta quinta-feira (28). Segundo a polícia, a troca de mensagens revela que a mãe não queria a menina por motivos financeiros.

“Havia uma conversa na qual ela dizia que eles ‘não tinham condições de criar mais uma boca’. Ele chegou a sugerir que ela fosse embora para Ribeirão Preto. Depois, diz ‘você matou minha filha’, seguido de ‘se livra disso'”, afirmou Renato Mazagão Júnior, delegado responsável pelo caso.

De acordo com o G1, os investigadores não trabalham com a hipótese do pai ter participado do homicídio. Ele teria apenas ajudado na fuga da ex, pedindo um transporte por aplicativo para levar a mulher e a filha de três anos para a Praia Grande, onde a família tem um imóvel. No entanto, a polícia encontrou o rapaz e chegou até a mãe.

“No momento da abordagem, inicialmente, ele negou saber de algo. Depois de conversas e alguma insistência, afirmou que a ex estava com a filha em outro apartamento da família. Chegando lá, o porteiro do prédio chegou a dizer que não havia ninguém no local”, afirmou Mazagão.

A mãe foi presa preventivamente e o pai chegou a ser preso, mas já foi liberado. O rapaz foi indiciado por favorecimento pessoal.



Nova Cruz Oficial
Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário