DOIS PMS MORREM APÓS SEREM ENCONTRADOS DESACORDADOS EM VIATURA

Dois policiais militares morreram na madrugada deste sábado (5) após serem encontrados desacordados dentro de uma viatura, em Barra de Guaratiba, na zona oeste do Rio de Janeiro. Os PMs chegaram a ser levados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas não resistiram. A causa da morte é desconhecida. A Polícia Civil investiga o caso.

Eles foram identificados como sargento Rosemberg de Jesus Principe, 38, e soldado Bruno Pereira Martins dos Santos, 36. Os dois, de acordo com a Polícia Militar, trabalhavam no 31º Batalhão da PM, no Recreio, também na zona oeste da cidade.

Segundo a Polícia Civil, foi realizada uma perícia no local onde os corpos foram encontrados. A Delegacia de Homicídios solicitou também um perícia no veículo. Os corpos dos PMs foram encaminhados ao IML (Instituto Médico Legal), onde permaneciam até o final da tarde deste sábado.
A assessoria de imprensa da PM não soube informar se os policiais mortos teriam sido baleados.
Pelas redes sociais, colegas dos PMs relembraram um caso semelhante ocorrido em 2016. Na ocasião, outros dois policiais foram encontrados inconscientes dentro de uma viatura no bairro do Engenho Pequeno, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, com espuma na boca. Na época, a suspeita era de intoxicação.

A Polícia Militar também não confirmou se, na ocorrência deste sábado, havia vestígios de intoxicação, como no caso de 2016.

O sargento Príncipe, que estava na PM desde 2005, era solteiro e não tinha filhos. Já o soldado Bruno, que entrou para a PM em 2013, era casado e deixa dois filhos.

Com a morte dos dois PMs, 43 oficiais da corporação já morreram este ano no Rio de Janeiro. Em 2017, o número de PMs mortos no Rio foi de 134.




FONTE: Felipe Silva
Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário