Cássio não será candidato em 2014!

O que mais se ver nos sites hoje é; Cássio será candidato? Cássio não será candidato? É um lengalenga tão grande que agora em 2014 a cada 10 noticias sobre política, pelo menos 1 está se referindo a este tema. Bem não sou Armando Abílio, muito menos mãe Dinah, e não tenho pretensão de ficar conhecido como adivinho. Porém, tenho uma tese, que muitos vão achar estranha, mas é uma forma de dizer que, existem mais possibilidades do que as que se apresentam hoje.

Cássio é Candidato a governador em 2014? 

Não. É minha opinião. Baseado no que já li. O Senador tem um impedimento jurídico até o dia da eleição deste ano, devido o processo de cassação sofrido na eleição de 2006. 

Com base na Lei Ficha Limpa, que começou a vigorar a partir de 2012, o Senador Cássio não poderá registrar a candidatura. E devido à minirreforma sancionada pela presidente Dilma Rousseff, em dezembro de 2013. Cássio não poderá registrar um nome à governador, para depois substituir esse nome pelo seu (Cássio). Porque reza na minirreforma; “o nome do candidato deverá ser substituído 20 dias antes do pleito eleitoral”. E como já foi dito ele (Cássio) nesse período estará impedido devido a Lei Ficha Limpa.

Cássio manterá a aliança com Ricardo Coutinho em 2014?

Sim. O plano politico de Cássio Cunha Lima é muito maior do que se apresenta hoje, ou melhor, do que se especula. Vislumbrem, Cássio tem um mandato de Senador que terminará em fevereiro de 2019, está vivendo um momento politico altamente cortejado por todos os lideres políticos de sua base, mas todos sabem que, não encontrarão abrigo, caso Cássio, venha apoiar outro grupo politico, ainda mais porque, outro grupo politico, tem os seus para agasalhar antes de acolher os de Cássio.

E o que ninguém ainda despertou, ou não quis divulgar, é que, Cássio que só poderá ser candidato a partir de 2015. E o único cargo que ele almeja é o de governador, mas para isso, tem que fortalecer seu grupo, e como sempre ele (Cássio) é mestre nisso. E está fazendo com maestria, tanto é que, hoje é considerado o fiel da balança. E com poder de indicar o vice- governador da Paraíba. E eis a questão, quem?

Dentro dos planos de fortalecimento para 2018, nada melhor que indicar o atual prefeito de Campina Grande, para ser o vice de Ricardo Coutinho agora em 2014, consolidando a campanha dos 3 R, Ricardo(governador), Romero(vice) e Rômulo(senador),!!!!!! É! Sei que nesse momento todos vocês tiveram um susto ou me chamaram de doido.


Mas vamos lá, Cássio pretende colocar o filho Pedro Cunha Lima para Deputado Federal, e o rapaz, já é considerado um dos favoritos para o cargo. Então agora em 2014, o Senador Cássio teria uma gama de aliados com um potencial surpreendente para fortalecer seus planos para 2016 e 2018. Vejam, Romero Rodrigues candidato, quem assumiria a prefeitura de Campina Grande? Ronaldo Cunha Lima Filho, irmão de Cássio. Consolidando a vontade do povo de Campina Grande, com a volta dos Cunha Lima e principalmente Ronaldo. 

Outro ponto. E ai, é preciso enxergar mais além, Ronaldo sendo reeleito para prefeito de Campina Grande, coisa que não será muito difícil, pois terá o apoio de Cássio como Senador, do Governador Ricardo Coutinho, do vice Romero Rodrigues, do sobrinho Dep. Federal Pedro, e do Senador Rômulo Gouveia, caso confirmado suas eleições em 2014. E estará disputando a eleição na cadeira de prefeito, com o poder da caneta. Bem não paramos por aqui, lembrem-se o foco é 2018. Vamos voltar os olhos para 2018, quando Cássio disputará a eleição de governador. 

Confirmando-se todas essas configurações, o Senador Cássio disputará a eleição para governador em 2018, com um dos grupos políticos mais consolidados de toda a história da Paraíba. Pois terá o irmão como prefeito de Campina Grande (Ronaldo Cunha Lima), o primo (Romero Rodrigues) como Governador, pois certamente Ricardo Coutinho disputará o Senado e terá que deixar o cargo em abril de 2018, o senador Rômulo Gouveia, o filho Pedro que também nessa história, encontrará um senário promissor para a reeleição em 2018. Ah e os aliados, todos estarão com Cássio, pois nesse projeto de consolidação politica, até hoje nenhum foi esquecido, pouco ou muito estão sendo beneficiados pelo atual governo, dentro desta aliança que só será quebrada caso eu esteja errado.

Ah, esqueci de mencionar uma coisa. Sabe naquele paragrafo que mencionei pela primeira vez que Romero seria o vice de Ricardo Coutinho, esqueci de dizer o porque ele aceitaria... Bem, Romero tem mais 3 anos como prefeito e caso seja reeleito teria mais 4 anos, mais como vice ele terá 10 meses como governador, período suficiente para sair com uma pensão vitalícia, ou seja, para o resto da vida, como governador da Paraíba, a exemplo de Roberto Paulino que assumiu, quando Maranhão disputou o senado. Mas, ele aceitará porque deve sua entrada na vida politica a seu primo e companheiro Cássio Cunha Lima e não saberia rejeitar um pedido de Cássio. 



Por Henrique Filho
Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários :

  1. Essa matéria tem tudo haver com o que vai acontecer no futuro político da Paraíba, parabéns a Revista Novo Perfil...

    ResponderExcluir