Solânea: Hospital Estadual é modelo de administração e atendimento

O Hospital Estadual vem se destacando nos últimos meses como um modelo a ser seguido, referindo-se a diversos aspectos como: Atendimento, gerenciamento entre outros fatores que influenciam para o bom funcionamento.

O diretor geral Putfar Imperiano da Silva conversou com nossa equipe de reportagem e explanou os seguintes pontos:
- Estamos fazendo um trabalho árduo e prazeroso ao mesmo tempo, estamos nos dedicando ao máximo para que a população de Solânea seja atendida com o mínimo de respeito e atenção. O hospital vem atendendo a diversas outras cidades da região (inclusive Belém) e para atingir essa demanda é necessário empenho e dedicação de cada funcionário. Temos excelentes profissionais gabaritados, para que o trabalho seja eficaz e correspondente de acordo com as necessidades de cada um. Além da parceria hoje existente entre hospital e secretaria de saúde municipal. Enfatizou Putfar.

Atualmente o hospital detém dos seguintes serviços: Clinica Médica, Clinica Obstétrica, Clinica Cirúrgica, Clinica Pediátrica, Raio-X, Ultrassonografia, Fisioterapia , Laboratório de Analises Clinicas, Eletrocardiograma e 48 leitos, onde os leitos estão distribuídos da seguinte forma: Clínica Cirúrgica – 08, Clínica Geral – 15, Clínica Obstétrica – 05, Clínica Pediátrica – 06, Clínica Cirúrgica Obstétrica – 03, Observação Masculina – 02, Observação Feminina – 05, Observação Pediátrica – 02, Pré-Parto – 02.

O atendimento ambulatorial, que vai de serviços simples como curativo até o eletrocardiograma, entre outros serviços atingiu ao expressivo número de 84.295 atendimentos. Internamentos foram 2.636, atendendo mais de 20 cidades, divididos em: Clínica Médica – 1.417, Clínica Pediátrica – 375, Clínica Cirúrgica – 305, Clínica Obstétrica (Normal – 298), (Cesáreo – 241).

Esse impressionante trabalho desenvolvido não apenas pelo diretor geral, Putfar, mas também pela diretora técnica Rosalba Fernandes da Silva, é digno de respeito e de servir como espelho para os demais hospitais das cidades vizinhas. Um paradigma de respeito com os pacientes, sem restrição de classe social ou influência política.


Leonardo Bezerra/Revista Novo Perfil

Fotos: Leonardo Bezerra e Henrique Filho










Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário