Corinthians conquista Paulistão com empate, espanta crise e frustra tetra de Neymar






















Como venceu o jogo de ida por 2 a 1, no Pacaembu, o Corinthians conquistou o título paulista neste domingo, na Vila Belmiro, ao empatar por 1 a 1 com o Santos em um jogo bastante truncado e nervoso. Com isso, o time de Parque São Jorge elimina qualquer chance de crise mesmo com a eliminação na Copa Libertadores da América, e ainda frustra o tetracampeonato inédito de Neymar pelo Santos.


O camisa 11, inclusive, pode não ter outra oportunidade de conquistar mais um título pelo Santos. Isso porque Neymar segue negociando sua transferência para o Barcelona, da Espanha, e pode até se apresentar ao time catalão após a disputa da Copa das Confederações no Brasil, que ocorrerá entre 15 e 30 de junho.

Final do Campeonato Paulista 201337 fotos30 / 37
Danilo, com a cabeça enfaixada, é festejado por companheiros após empatar a final do Paulista para o Corinthians Fernando Donasci/UOL

O jogo também ficou marcado pelo nervosismo de Neymar em campo. O astro santista, que passou a semana da decisão negociando com o Barça, teve uma atuação apagada no primeiro tempo, e só chamou a atenção por discutir com os corintianos e até companheiros de equipe.

Eliminado na Copa Libertadores da América, o Corinthians volta a campo no próximo sábado, diante do Botafogo, na estreia do time no Campeonato Brasileiro. Já o Santos encara o Joinville na próxima quarta-feira, na Vila Belmiro, pelo jogo de volta da segunda fase da Copa do Brasil. A partida foi vencida pela equipe santista por 1 a 0 em Santa Catarina.

O lateral direito Bruno Peres e o atacante André foram alvos das broncas do craque santista. Já Paulo André deixou o gramado acusando Neymar de desleal. “Ele não gosta de apanhar, mas gosta de deixar o pé”, disse.

Apesar de o Santos entrar em campo no esquema 4-3-3, com Felipe Anderson e Neymar pelas pontas, e André como centroavante fixo, o Corinthians teve mais oportunidades de gol no primeiro tempo. Já o time de Parque São Jorge atuou no tradicional 4-2-3-1, com Danilo centralizado na armação das jogadas.

O Corinthians utilizou a mesma estratégia do primeiro jogo no Pacaembu, e optou pela marcação sofre pressão na saída de bola do Santos. Além disso, o Timão forçava as jogadas pelo lado direito do ataque e tentava aproveitar o setor mais lento da defesa santista, formado por Durval e o veterano Léo.

Mesmo encurralando o adversário, os corintianos saíram perdendo no placar. Após cobrança de falta, Cícero bateu de virada, forte, de perna esquerda para abrir o marcador aos 26 minutos. Dois minutos depois, Danilo empatou o jogo após pegar rebote do goleiro Rafael em chute de Paulinho.

Após empatar o jogo, o Corinthians continuou dominando a partida. No final do primeiro tempo, o Timão finalizou duas bolas na trave de Rafael, com Paulinho e Danilo, respectivamente.

Além do gol de Cícero, o Santos só finalizou contra o gol de Cássio em dois chutes, sem muito perigo, do meia Felipe Anderson.

No segundo tempo, o Santos tentou encurralar o Corinthians no início, apostando principalmente nas jogadas de Neymar. No entanto, o time esbarrava na péssima atuação do atacante André, que pecou nas finalizações e até nos domínios de bola. Por conta disso, Muricy colocou Miralles no lugar do camisa 9.

Do lado do Corinthians, foi Romarinho quem desperdiçou chances incríveis de gol. Na segunda tentativa, inclusive, o atacante ficou livre na frente de Rafael, teve tempo para definir o canto e chutou na trave. O Santos buscou o ataque de maneira desesperada, mas não conseguiu encaixar as jogadas para fazer o segundo gol. O empate garantiu o título ao time de Parque São Jorge, já que venceu a partida de ida por 2 a 1, no Pacaembu.

Revista Novo Perfil Online
Fonte: UOL


Share on Google Plus

Postado por: Revista Novo Perfil

“O Mundo não lembra dos que não se fazem lembrar”. Anuncie Conosco. Contato: TIM (83) 999-386-921 E-mail: revistanovoperfil@hotmail.com
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário